sábado, 20 de abril de 2013

Pisciana e o Capricorniano

Um certo bucolismo prendeu!
Amantes atacados por Morfeu.
Cambaleantes com Cruz que nem teve ajuda de Cirineu!
A pisciana e outro capricorniano se entendeu.

Golpeado na armadilha do Zodíaco.
Deve ele gostar de libra.
Mas nessas piegas loucas não se calibra.
Algo tão amargo quanto o veneno de Verona.
Que você acha doce e toma.

E de pensar que ele não menciona nomes.
Ele cita signinos disfarça saudades e que perdeu!
A pisciana outro capricorniano conheceu.

Qual é o destino desse reclamante capricorniano?
Se rebuscar no molde de um transformado agostiniano.
Quem sabe serei também mais um que vem de Tarso.
Sim, talvez minhas rimas termine em uma palavra que não sei se faço!

Um comentário:

  1. nao entendi nada.voce é ruim com palavras,vai estudar moleque.

    ResponderExcluir